sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

As cores e as lágrimas dos tons menores.

"Isso significa que... é um adeus.

Isso significa que...

"Nandaka anata no koto omoidasu no mottainai yo, atashi dake no mono ni shite okitai kara, nandaka anata no koto omoidasu no yada yo, datte hitori de niyakete hazukashii yo...

Prefiro não pensar em você para não gastá-lo, quero você inteiro só para mim, evito pensar em você para não passar vergonha, sorrindo sozinha à toa... (ou chorando tal qual uma tola...)

Tetsuya de kaettekite tsukateru noni dakko shite kurete yume no naka ni itemo wakatta yo...

Apesar do cansaço depois de virar a noite, você me deu aquele abraço que deu para sentir mesmo em sonho... (e eu de fato sonhei...)

Anata ga koishikute koishikute, kore ijoo dooshiyoomo nakute, anata ga koishikute koishikute, zutto zutto daisukidayou...

Sinto sua falta, sua falta, não sei mais o que fazer, sinto sua falta, sua falta, eu te amarei para sempre...

Shitteta? ano yoru ni ne futari de doraibu ni itta toki baiku no ushiro zaseki de negatta koto, shitteta ano yoru ni ne futari de miageta hoshi zora ni anata to atashi no shiawase ga mieta yo...

Você sabia o que desejei na garupa naquela noite em que saimos de moto? Você sabia que eu vi a nossa felicidade no céu que olhamos juntos naquela noite? (um dos momentos mais lindos... sem moto, apenas uma ponte...)

Tatta hitotsu no korogatteta atashi o kirei ni shitekurete itsudatte sasaetekureta...

Eu estava só e abandonada, mas você me salvou e me tornou bonita... (me tornei muito mais bonita, pois queria ser linda para você...)

Anata ga koishikute koishikute, kore ijoo hanaretakunaiyo, anata ga koishikute koishikute, zutto zutto daisukidayo...!"

Eu te amo, mas não tenho mais forças para acreditar em mais nada... Sequer consegui te dizer isso. As dores e as tristezas foram fortes demais, me tornei estática e sem reação, precisando de tempo para digestão... O que o futuro me reserva, ou reserva a nós (haverá um nós? Realmente não sei.), não sei, mas estou disposta a esperar que o tempo passe e com ele todas as tristezas e lembranças ruins também se vão, independentemente das consequências. Não vou me machucar pois me importo comigo mesma e com aqueles que de mim precisam. Muitas missões ainda precisam ser cumpridas, e se durante uma missão me apaixonei, talvez tivesse sido um erro, talvez destino. O que sei é que o agora não nos pertence mais como já pertenceu, e o futuro sequer pode ser mencionado como algo para nos referirmos, pois afinal, estamos distantes, longe demais em todos os sentidos. Que Deus nos abençoe em nossas caminhadas e nos revele seus porquês, pois apesar da dor, acredito que há um propósito em tudo e todas as coisas e que todas as coisas cooperam para o bem de quem o ama."

(Daisuki Dayo, música composta e escrita por Otsuka Ai. Tradução por Letras.Mus.Br.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário